domingo, 24 de fevereiro de 2008

Juno

Ontem fui assistir a Juno, um filme de baixo orçamento que tá concorrendo ao Oscar como o azarão deste ano mais ou menos como foi A Pequena Miss Sunshine no ano passado. E que a comparação termine aí...Este Juno não passa de um filminho adolescente que conta a busca da adolescente Juno por pais adotivos para o filho que está gestando em sua ‘gravidez na adolescência’...como tudo que é muito adolescente, o filme é muito chato...boboca até. Tenho lido muita coisa dizendo que o filme é sensacional, é isso-aquilo, o vai-da-valsa de sempre dos ‘creticos’ daqui que lêem Variety e dão um ‘Control C - Control V’ para não ‘destoarem’. Tipo já vão ver o filme com a intenção de gostar e espalham que o filme é bom depois. Não é. Vai virar filme de sessão da tarde logo e já consigo ver pilhas desse filme em dvd encalhado nas lojas americanas por 12,99. Se o filme tem um destaque é a atuação da jovem Ellen Page que para muitos era uma novidade mas porque não a viram em Menina Má.Com onde ela já mostrava que tem muito talento segurando um filme inteiro praticamente sozinha. Aqui ela faz uma garota muito inteligente de 16 anos (irrealmente inteligente, diga-se) que fica grávida em sua primeira transa com o amiguinho da escola. Toma a decisão sozinha de doar a criança quando nascer e comunica seus pais que acatam passivamente a escolha da filha (putz). Ela então procura um casal legal pra entregar o filho e encontra a Jennifer Garner que faz uma ricaça casada com um marido que é um personagem muito mal resolvido na trama. Bem estou com preguiça de contar mais sobre o filme. Se resolver assistir não espere muito, tipo ‘oh, estou indo ver um candidato ao Oscar...’. A Academia não tem lógica e já deu muitos prêmios injustificáveis...Este Juno não passa de uma ‘comédinha’ adolescente.
Too boring...

Se quiser arriscar, veja onde tá passando aqui.

Um comentário:

drica disse...

ahhh, discordo ! vi e adorei ! na verdade é uma grande sátira à tudo q envolve a gravidez inesperada , mas com umas boas pegadas , e uma trilha deliciosa , adolescente sim, e deliciosa !
bjos